quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Feliz Natal e um Bom Ano Novo

Votos de um Feliz Natal e que 2011 seja um ano muito bom, com muitas realizações científicas.
Saudações científicas.
A Equipa da Ciência na Ferreira

video

sábado, 18 de dezembro de 2010

Semana da Ciência e Tecnologia na Ferreira

A Semana da Ciência e Tecnologia 2010 decorreu na semana de 22 a 26 de Novembro e podemos dizer que este ano estivemos perante muito ilustres convidados.
Os eventos associados à Semana da Ciência e Tecnologia, realizam-se todos os anos na nossa escola, em comemoração do aniversário do famoso professor de química e física, poeta, investigador, historiador, escritor, fotógrafo, pintor e ilustrador Rómulo Vasco da Gama de Carvalho, que assumia o nome António Gedeão na sua escrita de modo a permanecer anónimo na sua arte literária.

Este ano além de termos assistido a uma séria de palestras de carácter científico, pudemos verificar que existiu uma grande colaboração entre o Departamento de Matemática e Ciências Experimentais e a biblioteca da escola. Foi feita uma exposição na biblioteca sobre Rómulo de Carvalho, sua vida e obra, e foram lidos no início de todas as palestras, poemas relacionados com o tema das mesmas, escritos pelo pseudónimo do génio investigador já referido.
Começámos a nossa semana dia 22 de Novembro pelas 12h, com uma palestra dada pela Professora Doutora Patrícia Gonçalves, Investigadora do Laboratório de Instrumentação de Física Experimental de Partículas e Professora Convidada no Instituto Superior Técnico, com o título “A Radiação no Espaço e os seus Efeitos”. Uma palestra quase totalmente direccionada para a compreensão dos problemas causados pelas radiações cósmica, solar e planetária, e das soluções para os mesmos. Com a explicação da professora, foram facilmente compreendidas as preocupações dos cientistas relativamente ao início de um novo ciclo solar e o efeito que este poderá ter nas comunicações. Tivemos ainda a oportunidade de entender as grandes diferenças entre o nosso planeta e Marte que poderão ser origem de dificuldades em “povoar o planeta”.

No dia 23 de Novembro recebemos o já nosso conhecido no âmbito da visita de estudo ao CERN no ano de 2009, mas não por isso menos interessante, Professor Doutor Pedro Abreu, Investigador do LIP, membro do Instituto Superior Técnico e Presidente da Sociedade Portuguesa de Física (Sul e Ilhas). O ilustre professor esteve connosco em duas palestras, uma de título “O que fazem os Físicos no CERN?” e outra em que estivemos perante um painel com ex-alunos ex-Olímpicos da Física e da Matemática. A primeira reflectiu principalmente sobre o papel do CERN na investigação da física de partículas e na importância da física na sociedade, porque na verdade serão investigações, como as feitas nesta área, que permitirão ao Homem conhecer a sua verdadeira origem.
Na segunda palestra, ex-alunos da nossa escola que, tendo participado em Olimpíadas na altura dos seus anos de ensino secundário, falaram da sua experiência e do que essas participações lhes trouxeram para a vida. Mais do que uma palestra, este momento foi uma conversa que permitiu a quem assistia esclarecer uma série de dúvidas sobre a mudança do secundário para o ensino universitário.As palestras de dia 24 de Novembro foram adiadas para o dia 10 de Dezembro.

No dia 25 de Novembro, recebemos na nossa escola a brilhante investigadora do Departamento de Ciência dos Materiais da Universidade Nova de Lisboa e do CENIMAT, Centro de Investigação de Materiais, Professora Doutora Elvira Fortunato. A, já muito galardoada, professora veio-nos falar da “Electrónica Invisível e de Papel”, começando por introduzir a área da nanotecnologia em que trabalha e dando exemplos do quão antigas são as aplicações desta área da ciência. Falou-nos ainda da sua mais conceituada invenção, que lhe valeu vários prémios, o transístor de papel. Ao apresentar-nos o seu trabalho nunca retirou mérito de toda a equipa que com ela colabora, mostrando-se muito humilde em relação às suas investigações e descobertas.No último dia desta semana da ciência recebemos os professores João Telhada e Marília Peres.
O Professor Doutor João Telhada, investigador do Departamento de Estatística e Investigação Operacional da Faculdade de Ciências de Lisboa, apresentou uma palestra com o título “Será que o Caixeiro Viajante morreu?”. O problema do “Caixeiro Viajante” é um dos problemas matemáticos mais antigos de optimização e a sua formulação é na realidade bastante simples: Como percorrer um conjunto de pontos, passando uma e uma só vez por cada um e regressando ao início, da forma mais barata possível? O problema é que a sua solução não é tão simples assim e é considerado pelos matemáticos actuais como um dos problemas matemáticos mais difíceis. A maneira utilizada pelo professor para expor este problema, tornou-o de fácil compressão ao nível a que era possível.
A professora Marília Peres da Escola Secundária José Saramago veio pela segunda vez à nossa escola, mas desta vez com um tema completamente diferente. A sua palestra tinha como título “Simplesmente H2O”, o que não traduz a realidade da complexidade desta molécula. Esta apresentação incluiu uma breve história sobre as investigações feitas em torno da água e ainda pormenores desconhecidos pela generalidade das pessoas em relação a este composto, como por exemplo, o facto de na realidade a água ser azul.Assim terminámos a nossa Semana da Ciência e Tecnologia 2010 e podemos dizer que foi uma semana de constante aprendizagem e sem dúvida das semanas mais interessantes do ano.

Ana Farlens
12º C3

Semana da Ciência e Tecnologia na FERREIRA



segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Dia Mundial da Luta contra a SIDA




No âmbito da sinalização do Dia Mundial da Luta contra a SIDA (1 de Dezembro) foram realizadas, no dia 30 de Novembro, algumas actividades de sensibilização, desenvolvidas por um grupo de alunos de 12º ano, que está a realizar um trabalho versando esta temática, em Área de Projecto; alunos do 7º C, uma das turmas – alvo do Projecto Educação Pelos Pares; bem como por professores envolvidos neste Projecto e no Projecto de Educação para a Saúde.
Apesar desta acção ter constituído uma actividade pontual, pretendeu deixar o alerta para a importância de estarmos informados sobre esta problemática, que no nosso país toma proporções preocupantes e relembrar que a melhor forma de agir é PREVENIR.
As Professoras
Anabela Dias e Marlene Serras

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

SEMANA DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA 2010





22 de Novembro 12h

A Radiação no Espaço e os seus Efeitos

O conhecimento do ambiente de radiação no sistema solar e dos seus efeitos, quer em sistemas electrónicos quer em sistemas biológicos é fundamental na exploração espacial e em especial para as missões tripuladas.

Professora Doutora Patrícia Gonçalves
Investigadora do Laboratório de Instrumentação de Física Experimental de Partículas e Professora Convidada no Instituto Superior Técnico


22 de Novembro 15h

Química Verde

A Química e a Tecnologia Química são o pilar da civilização moderna dado que suprem muitas das necessidades vitais da sociedade e proporcionam numerosos benefícios à Humanidade. A Química Verde e o Desenvolvimento Sustentável entre outros serão os tópicos a abordar nesta palestra.


Professora Doutora Cristina Galacho
Universidade de Évora – Escola de Cìências e Tecnologia - Departamento de Química Ex-aluna da Ferreira

23 de Novembro 10h

Os Otólitos – A “Caixa Negra” dos Peixes Ósseos


Com esta palestra pretende-se rever sucintamente a história do conhecimento dos otólitos dos peixes ósseos desde a antiguidade e dar a conhecer as principais aplicações actuais do seu estudo.

Professor Doutor Carlos Assis
Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, Departamento de Biologia Animal e Centro de Oceanografia



23 de Novembro 17h

O que Fazem os Físicos no CERN?

Nesta palestra apresenta-se o CERN, os princípios básicos do funcionamento dos aceleradores, e as razões porque são absolutamente necessários.
Procura-se também dar uma visão da actividade dos físicos neste laboratório único a nível mundial.

Professor Doutor Pedro Abreu
Instituto Superior Técnico e Investigador do LIP


23 de Novembro 18h

Painel com Ex- alunos ex- Olimpícos da Física e Matemática


Encontro com ex-alunos que nos últimos anos participaram nas Olimpíadas da Física e da Matemática. A importância da participação nestas actividades no percurso académico destes alunos será um dos principais temas a abordar. Os alunos serão ainda convidados a descreverem, de uma forma resumida, o seu percurso académico.

Professor Pedro Abreu
Presidente Sociedade Portuguesa de Física – Sul e Ilhas
Ex-alunos e respectivos professores

24 de Novembro 10h

Membranas biológicas como alvos terapêuticos

As membranas biológicas são estruturas dinâmicas essenciais a vários fenómenos celulares. Relativamente a vírus, abordar-se-á o HIV e o Dengue. No Instituto de Medicina Molecular estudam-se estas problemáticas.

Professor Doutor Nuno C. Santos
Director da Unidade de Biomembranas do Instituto de Medicina Molecular e Professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa
Ex-aluno da Ferreira



24 de Novembro 12h

Dos Átomos Sociais à Física do Bem e do Mal

Recorrendo a Teoria de Jogos e a ferramentas da física de sistemas complexos, serão descritas algumas dinâmicas evolutivas responsáveis pela emergência da cooperação, desde mecanismos baseados em reciprocidade e reputações, à influência das redes sociais no comportamento cooperativo.

Investigador Doutor Francisco C. Santos
FCT - UNL – Departamento de Informática – CENTRIA
Ex-aluno da Ferreira



25 de Novembro 10h

Radiação e Ambiente


Mais de 50% da radiação a que estamos sujeitos é natural e tem origem no gás radão que inalamos. Este é um problema de saúde pública ainda pouco abordado no nosso país, exceptuando algumas noticias sensacionalistas que de tempos a tempos vêm a público. Será apresentado um estudo na região da Guarda que procurou dar uma ideia da dimensão ambiental e de saúde pública do problema


Professor Doutor Luís Peralta
FCUL – Departamento de Física e Investigador do Laboratório de Instrumentação de Física Experimental de Partículas






25 de Novembro 15h

Electrónica Invisível e de Papel

A área das tecnologias da informação e comunicação tem sofrido nos últimos anos uma evolução extremamente rápida associada quer ao aparecimento de novos materiais semicondutores quer ao desenvolvimento de novos sistemas.
Serão apresentados alguns resultados não só na área da electrónica transparente mas também na sua aplicação a biossensores para enzimas e ADN.

Professora Doutora Elvira Fortunato
FCT-UNL - Departamento de Ciência dos Materiais
CENIMAT, Centro de Investigação de Materiais


26 de Novembro 10h

Será que o Caixeiro Viajante morreu?

O problema do Caixeiro Viajante é um dos problemas mais antigos de optimização e a sua formulação é bastante simples: Como percorrer um conjunto de pontos, passando uma e uma só vez por cada um e regressando ao início, da forma mais barata possível?

Professor Doutor João Telhada
FCUL – Departamento de Estatística e Investigação Operacional


26 de Novembro 15h


Simplesmente H2O

Grande parte da Vida na Terra acontece nos Oceanos e toda a vida que conhecemos depende desta pequena molécula.
No final do ano Internacional da Biodiversidade, vamos preparar-nos para o ano internacional da Química e vamos falar deste precioso “Ouro Azul”!


Professora Marília Peres
Escola Secundária José Saramago



Leitura de poemas de António Gedeão ao longo da semana

Exposição na Biblioteca sobre a Vida e Obra de Rómulo de Carvalho/António Gedeão

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Luís Vaz - Horário do Fim





Horário do Fim

morre-se nada
quando chega a vez

é só um solavanco
na estrada por onde já não vamos

morre-se tudo
quando não é o justo momento

e não é nunca
esse momento

Mia Couto, in "Raiz de Orvalho e Outros Poemas"

Os colegas e amigos do Grupo de Física e Química


Luís Manuel Vaz, Professor de Física e Química na Escola Secundária Ferreira Dias durante 21 anos, faleceu aos 58 anos no dia 17 de Novembro de 2009

terça-feira, 9 de novembro de 2010

XXIX Olimpíadas Portuguesas de Matemática




A 1ª Eliminatória é já no dia 10-Novembro pelas 15h.
Os alunos inscritos deverão comparecer na sala que lhes foi atribuída às 15h 15 m.
Calendário para as Categorias Júnior (6.º e 7.º anos), Categoria A (8.º e 9.º anos) e Categoria B (10.º, 11.º e 12.º anos)
  • 1ª eliminatória -10 de Novembro de 2010.


  • 2ª eliminatória - 19 de Janeiro de 2011.


  • Final Nacional - 07 a 10 de Abril na Escola Secundária de Carlos Amarante - Braga

Mais informações - SPM

Olimpíadas do Ambiente - 2010




Participa nas XVI Olimpíadas do Ambiente que têm como tema central a "Água" .
Este ano as modalidades são :
· Ambiente à Prova - Os alunos são desafiados a testar os seus conhecimentos sobre o Ambiente e Sustentabilidade.
· Ambiente e Cidadania - Os professores são incentivados a apresentar as acções (com reflexo no Ambiente) que idealizem e promovam na comunidade escolar.
· Ambiente e Arte - As escolas são incentivadas a criar, graficamente, o cartaz das XVII Olimpíadas do Ambiente (2011/2012).
Calendário das XVI Olimpíadas do Ambiente
· Setembro a 6 de Dezembro de 2010 - Fase de inscrições
· 16 Dezembro de 2010 - 1ª Eliminatória
· 22 de Fevereiro de 2011 - 2ª Eliminatória
· 10 Março de 2011 - Envio de resultados das modalidades Ambiente e Arte e Ambiente e Cidadania
· 28 de Abril a 1 Maio 2011 - Final Nacional (Algarve)
A 1ª Fase está aí é já no dia 16 de Dezembro.
Os alunos que quiserem participar deverão inscrever-se por turma junto de um professor da turma até dia 10 de Dezembro
Escalão A- alunos do 7º ao 9º
Escalão B- alunos do 10º- 12º
Para qualquer esclarecimento adicional, poderá contactar o Secretariado das Olimpíadas do Ambiente através do seguinte endereço: olimpiadas.ambiente@gmail.com .

Póster das Olimpíadas

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Earth from Space: Gifts from the ice age

15 October 2010This Envisat image features the mountains, glaciers and icefields in southeastern Alaska and British Columbia, Canada.

Ler mais

sábado, 9 de outubro de 2010

Viagem ao Futuro com as Células Estaminais

Crioestaminal desafia ensino secundário a estudar futuro terapêutico das células estaminais.
No âmbito das suas políticas de incentivo à investigação científica, a Crioestaminal lança o concurso “Viagem ao Futuro com as Células Estaminais”, em parceria com o CIB – Centro de Informação em Biotecnologia e com a Ordem dos Biólogos, destinado alunos do ensino secundário e criado com o objectivo de promover o conhecimento e a investigação científica na área das células estaminais. Neste passatempo, que vai contemplar escolas públicas e privadas, os alunos são desafiados a juntar-se em grupo e, sob a orientação de um professor, criar apresentações sobre as células estaminais e as suas aplicações terapêuticas. O melhor trabalho será premiado com uma viagem a Londres, com estadia e entrada no Museu de História Natural.As inscrições estão abertas até 29 de Abril de 2011, data a partir da qual o júri irá analisar os trabalhos a concurso, anunciando os resultados no dia 17 de Junho.Para mais informações sobre o concurso, os interessados deverão consultar:o site www.crioestaminal.pt/crioestudante no facebook http://www.facebook.com/crioestudante

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

ESA - Observing the Earth

Earth from Space: Convergence of continents and currents - Strait of Gibraltar

Ler artigo

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Nobel da Química «tripartido» - Desenvolvimento de novas ligações entre átomos de carbono distinguido


O norte-americano Richard Heck e os japoneses Ei-ichi Negishi e Akira Suzuki foram os investigadores distinguidos hoje com o Prémio Nobel da Química, graças ao trabalho desenvolvido em formas mais eficientes de ligar átomos de carbono para construir moléculas complexas.

Estes três cientistas desenvolveram uma ferramenta que permite criar moléculas tão complexas como as que encontramos na natureza e que foram utilizadas para desenvolver novos medicamentos e materiais revolucionários como o plástico. De acordo com a academia sueca, o trabalho destes laureados é utilizado em todo o mundo "tanto para a produção comercial de medicamentos como para a indústria electrónica".

Na origem da criação destas moléculas complexas está o paládio (Pd), um elemento químico quase desconhecido dos leigos em química, mas comummente utilizado em odontologia. Os investigadores utilizaram este metal de transição para unir os átomos de carbono, num processo denominado por acoplamento cruzado do paládio catalisado, um dos processos mais sofisticados da química, criando-se assim elementos mais complexos aplicáveis no tratamento de cancro, na electrónica e na agricultura, por exemplo.

Ler mais

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Andre Geim e Konstantin Novoselov ganham Prémio Nobel da Física



Andre Geim, 51 anos, é um cidadão holandês de origem russa. Konstantin Novoselov, 36 anos, tem dupla nacionalidade, russa e britânica. Ambos são professores da Universidade de Manchester, Reino Unido.


Ganharam o Prémio Nobel da Física 2010 "pelos seus trabalhos revolucionários sobre o grafeno" , a forma bidimensional útil no desenvolvimento de dispositivos eletrónicos.
"Os transístores de grafeno são substancialmente mais rápidos do que os transístores de silicone, usados atualmente, e resultam em computadores mais eficientes", refere a Academia Real das Ciências da Suécia."



Dado serem praticamente transparentes e bons condutores, os transístores de grafeno, terão aplicação em ecrãs tácteis, painéis luminosos ou até em painéis solares", acrescenta.




segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Nobel da Medicina para o britânico Robert Edwards




O primeiro dos Prémios Nobel 2010 já é conhecido: Robert Edwards foi distinguido com o Prémio Nobel da Medicina.
O britânico conseguiu este feito graças ao seu trabalho no desenvolvimento da fertilização in-vitro, que permitiu a milhões de casais em todo o mundo terem filhos.
Robert Edwards e Patrick Steptoe, que morreu em 1988, desenvolveram a técnica da fertilização in-vitro, que permite fertilizar os óvulos fora do corpo e depois recolocá-los no útero da mulher.

Ler mais.

Nobelprize.org

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Se eu fosse...cientista!


Novo concurso Ciência Hoje/ Ciência Viva



Imaginem-se um cientista de não importa que data, área científica e país. Contar a sua história em três momentos cruciais da vida é o desafio que Ciência Hoje e Ciência Viva propõem. Este é o terceiro concurso consecutivo lançado em parceria depois de «Na Senda de Darwin» e «Faz Portugal Melhor!», sendo que a este último concorreram inicialmente 700 equipas.«Se eu fosse... cientista!», com arranque a 29 de Setembro e com a final a disputar-se em 21 de Maio de 2011 no Casino da Figueira da Foz, é um apelo à capacidade de investigação e à imaginação de todos os jovens do Ensino Secundário.Nas edições anteriores os vencedores viajaram até às ilhas Galápagos, Nova Iorque e Cabo Verde. Os prémios desta nova competição serão anunciados até ao final de 2010.




domingo, 19 de setembro de 2010

Cientistas ao Palco - Noite dos Investigadores 2010


À semelhança dos anos anteriores, o Instituto de Investigação Científica Tropical (IICT) organiza em Lisboa a “Noite Europeia dos Investigadores 2010”, como parte de um consórcio nacional, que reúne várias instituições de ciência, como a Universidade do Porto, o CRIA – Divisão de Empreendedorismo e Transferência de Tecnologia do Algarve, o Museu da Ciência da Universidade de Coimbra, a Associação Viver a Ciência e o Instituto Gulbenkian para a Ciência em Lisboa, entre outros.

No dia 24 de Setembro, entre as 18h e as 24h, decorrem no Jardim Botânico Tropical do IICT diversas actividades didácticas e de entretenimento que privilegiam o contacto directo com os investigadores numa óptica de aproximação do cidadão à Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento Global, ao mesmo tempo que se procura promover a cultura científica e suscitar o interesse dos jovens pela carreira de investigação.


Entrada gratuita. Aparece!


quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Final Europeia do 22º Concurso Europeu para Jovens Cientistas.


Entre os dias 24 e 29 de Setembro, de 2010, irá ter lugar, em Lisboa, no Museu da Electricida­de, a 22ª Final Europeia do Concurso Europeu dos Jovens Cientistas, uma iniciativa da Comissão Europeia, organizada pela Fundação da Juventude, que reconhece e premeia os melhores jovens talentos na área científica na Europa. Nesta Final Europeia estarão presentes 85 projectos realizados por jovens cientistas oriundos de todos os países da União Europeia e outros parceiros/convidados, destacando os EUA, o Canadá, a Nova Zelândia, a China e o Brasil, num total de 39 países, envolvendo cerca de 130 jovens cientistas a concurso e 18 membros do Júri Internacional constituído por reputados cientistas europeus. O evento reúne os melhores jovens cientistas Europeus, os quais apresentam projectos em 11 categorias científicas, a saber: Biologia, Ciências da Terra, Ciências do Ambiente, Ciências Médicas, Ciências Sociais, Economia, Engenharias, Física, Informática/Ciências da Computação, Matemática e Química.
Todos os concorrentes que participam nesta Final são os melhores dos seus países, representan­do a Final Europeia um verdadeiro desafio científico para muitos jovens cientistas que compe­tem anualmente no Concurso Nacional de cada país.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Projecto Radiação Ambiente na Ferreira - 2010-2011



O projecto "Radiação Ambiente" promove experiências nas Escolas Secundárias envolvendo radiações ionizantes, colocando ênfase no problema do gás radão.
O Universo e o mundo encontram-se mergulhados em radiações. Muitas são de origem natural, outras são produzidas pelo homem. O Projecto Rede de Radiação Ambiente pretende alertar alunos, professores e público em geral para esta realidade.
O radão em particular é a fonte mais importante de radiação ambiente. Neste projecto é feita a monitorização do radão ambiente e do radão produzidos por amostras de rochas recolhidas em minas portuguesas.

O ano passado a Ferreira participou pela primeira vez no Encontro Nacional e conseguiu um honroso 3º lugar.


No âmbito do Projecto está também prevista uma viagem ao CERN, na Suíça.

Informa-te junto do teu professor de Física e Química

Mais informação.


Inscreve-te. Ficha de Inscrição.

As Coordenadoras

Cristina Pinho, Laura Jardim e Teresa Lavado

sábado, 28 de agosto de 2010

Equipa de cientistas portugueses colaborou no desenvolvimento do Detector AMS


Investigadores portugueses do Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas (LIP) colaboram há mais de dez anos no desenvolvimento de um equipamento que será colocado na Estação Espacial Internacional (ISS, do acrónimo em inglês) em 2011.
Fernando Barão, do LIP e docente do Instituto Superior Técnico e ex-aluno da Ferreira Dias, em Lisboa, explicou à Lusa que, desde finais de 1997, a equipa participou na concepção, construção e avaliação de desempenho de um equipamento, o detector de Cherenkov, que se destina a medir a velocidade das partículas que o atravessam.
Este detector está integrado no espectrómetro magnético Alpha (AMS-02), que vai ser instalado na ISS em 2011, para ajudar a compreender as origens do universo.
O responsável pela equipa portuguesa no projecto disse que os investigadores nacionais continuam envolvidos na experiência, agora na "fase de recolha de dados e análise desses resultados".
O espectrómetro magnético Alpha (AMS-02) é uma experiência de física de partículas que agrega 56 institutos de 16 países. Os raios cósmicos transportam um conjunto de partículas que apenas são acessíveis, no seu estado original, no espaço. Daí o detector.

Fonte : Diário de Notícias

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Parabéns à Equipa Portuguesa - Menção honrosa na 42ª Olimpíada Internacional de Química


A equipa portuguesa obteve uma Menção Honrosa na 42ª Olimpíada Internacional de Química - IChO, que terminou no dia 27 de Julho em Tóquio, Japão. O feito foi conseguido pelo Jorge Pedro Martins Nogueiro, finalista da Escola Secundária Emídio Garcia, de Bragança.Os outros elementos da equipa são o Gonçalo Vitorino Bonifácio, da ES José Saramago (Mafra), Marta Cristina Neves Aguiar da ES de Homem Cristo (Aveiro), e Alexandre Faia Carvalho da ES/B3 de Peniche, além do Jorge Nogueiro, e foi acompanhada pelas docentes do Departamento de Química da Universidade de Aveiro que coordenaram a preparação, Amparo Faustino e Diana Pinto.

Parabéns a todos!

Ler mais.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

PAVILHÃO A VOCÊ !


No próximo domingo, dia 25 de Julho, o Pavilhão do Conhecimento-Ciência Viva comemora 11 anos de vida.
Entre as 11h00 e as 20h00, visite o Pavilhão do Conhecimento em dia de aniversário a entrada é gratuita.
As boas-vindas serão dadas pelos "Monitôs", artistas do Chapitô que vão trazer humor às exposições do Pavilhão do Conhecimento, e pelos "Minitores", monitores de palmo e meio que irão explicar aos nossos visitantes a ciência de alguns módulos e actividades.
Durante todo o dia vai ouvir-se a música das máquinas estrambólicas de cena dos TUMBALA e o Auto-Rádio Ciência, uma Força Invisível, uma estação de rádio científica que estará a emitir para todas as áreas expositivas do Pavilhão.
No ateliê de fotografia os visitantes poderão registar e revelar uma fotografia do 11.º aniversário que concerteza ficará para a posteridade. Em época de calor, será também obrigatória a paragem na bicicleta Ciência Fresquinha, que traz na sua arca um stock generoso de gelados científicos.

Divirta-se.


Programa completo

sábado, 3 de julho de 2010

CIÊNCIA 2010 - ENCONTRO COM A CIÊNCIA EM PORTUGAL



Centro de Congressos de Lisboa, Junqueira
4-7 de Julho de 2010

Entrada Livre
As sessões serão transmitidas em directo pela Internet através deste site http://www.ciencia2010.pt/home/

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Ano Internacional da Biodiversidade - 2º Lugar para a Ferreira Dias com o trabalho OSTRAS E POLUIÇÃO: QUE LIGAÇÃO?




No âmbito das comemorações do Dia Internacional da Biodiversidade, a Ciência Viva organizou um evento que teve lugar no Pavilhão do Conhecimento, no passado sábado dia 22 de Maio. Durante a manhã, foram apresentados os trabalhos vencedores dos diversos desafios, lançados a nível nacional, e entregues os prémios aos 3 primeiros lugares.
No 2º Desafio – “Ostras e poluição: que ligação?” dirigido aos alunos do 3º ciclo, participaram três equipas da nossa escola, tendo a equipa DJG ficado classificada em 2º lugar, num conjunto de 28 trabalhos. Foi atribuído como prémio um Atlas dos Oceanos que será entregue à Biblioteca da escola.
As professoras responsáveis, Cristina Levita e Marta Ascensão, manifestam a sua satisfação perante o trabalho desenvolvido pelos alunos da nossa escola, integrados no Núcleo de Ciências e consideram que iniciativas como esta são muito positivas e contribuem para atingir os objectivos definidos para o referido núcleo, nomeadamente, desenvolver a curiosidade científica com a implementação do método científico experimental e despertar o interesse pela preservação ambiental.
Muitos parabéns a todos os participantes no Projecto pelo Excelente desempenho.
Agualva, 24 de Maio de 2010
A Delegada do Grupo de Biologia e Geologia
Lurdes Morgado

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Suba ao cume do Nanga Parbat num colóquio com o alpinista João Garcia - Pavilhão do Conhecimento


No próximo sábado, dia 5 de Junho, às 16h30, assista no auditório do Pavilhão do Conhecimento-Ciência Viva ao colóquio Narrativas dos picos do mundo: Expedições e evoluções.

João Garcia - Alpinista
Rui Dias - Centro Ciência Viva de Estremoz

A entrada é gratuita.
Este colóquio insere-se no ciclo Expedições Extremas, que tem como ponto de partida a nova exposição interactiva EXTREMOS Viver no Limite.


terça-feira, 25 de maio de 2010

FERREIRA DIAS NO 18º CONCURSO JOVENS CIENTISTAS E INVESTIGADORES 2009/2010


LISBOA, MUSEU DA ELECTRICIDADE, 27 A 29 DE MAIO DE 2010


Concurso Nacional para Jovens Cientistas e Investigadores desenvolvido pela Fundação da Juventude. Este concurso pretende incentivar a realização de projectos/trabalhos científicos inovadores, integrados em processos educativos realizados nas escolas, em Portugal.

Um grupo de três alunos da Escola Secundária com 3º Ciclo de Ferreira Dias vai participar na IV Mostra Nacional de CIência, que decorrerá em Lisboa, Museu da Electricidade, entre os dias 27 e 29 de Maio de 2010. Este grupo de Área de Projecto, da turma 12ºC5, que tem como docente Luísa Fernandes, para o desenvolvimento deste trabalho contou também com a orientação da professora da disciplina de Química, Helena Freitas.

O Projecto desenvolvido na Área das Ciências Médicas intitula-se : Rastreio Glicémico numa População Escolar: possíveis causas e prevenção da diabetes, da autoria dos alunos Andreia Marisa Bilé Silva, Rafael Nogueira Bento e Catarina Sofia de Araújo Peneda.

Dos 380 projectos submetidos é um dos 101 projectos aceites para a IV MOSTRA NACIONAL DA CIÊNCIA, a realizar no Museu da Electricidade de 27 a 39 de Maio.


Com este projecto pretende-se alertar a comunidade escolar para os riscos inerentes à diabetes tipo II. A crescente taxa de incidência e a precocidade da deste tipo de diabetes estão intimamente relacionadas com a dieta desequilibrada verificada na maioria da população, sendo o sedentarismo outro dos factores contribuintes para esta patologia. O estudo destes dados culminou na organização de um rastreio à diabetes na comunidade escolar, que visou corroborar eventuais causas desta relação. A abordagem por intermédio de um inquérito, aquando da medição da glicémia, propõe um tratamento de dados em função da idade, sexo, estado prandial, actividade física regular, entre outros aspectos relevantes da amostra considerada. Para sustentar a hipótese recorreu-se ao uso de modelos animais (ratos), respeitando-se todas as normas éticas de manutenção e manipulação animais. Após a obtenção de resultados pretende-se sensibilizar e propor à população medidas preventivas face a esta enfermidade.
Qualquer elemento da comunidade escolar pode visitar a mostra no horário disponível para as visitas da escola e do público em geral.

Programa da mostra.

A professora coordenadora e os autores do projecto

Andreia Silva , Catarina Peneda , Rafael Bento e Helena Freitas

sexta-feira, 21 de maio de 2010

3º ENCONTRO NACIONAL - PROJECTO RADIAÇÃO AMBIENTE - FERREIRA DIAS - 3º LUGAR

Os alunos da Ferreira ,Ana Raquel, Beatriz Bento, Carlos Palos, Catarina Caetano, Cristina Torcato, Pedro Mateus, Romina Delgado e Susana Vieira, participaram no 3º Encontro Nacional do Projecto Radiação Ambiente, organizado pelo LIP- Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas e que decorreu no dia 8 de Maio em Beja na Escola D. Manuel I.

Parabéns pelo Excelente desempenho !

Póster a concurso.


Fotos do Encontro.




As Coordenadoras do Projecto
Cristina Pinho e Laura Jardim

domingo, 9 de maio de 2010

Projecto Radiação Ambiente - Ferreira Dias 2010

Vídeo realizado pelo aluno Carlos Palos - Projecto Radiação Ambiente


quinta-feira, 6 de maio de 2010

Projecto Radiação Ambiente na Ferreira Dias




Ao longo deste ano lectivo, alguns alunos da FERREIRA, dos 11º e 12º anos participaram no Projecto Radiação Ambiente, tendo realizado algumas actividades experimentais neste âmbito. Os resultados obtidos encontram-se na página do Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas- LIP.

O balanço deste projecto foi bastante positivo, pois contribuiu bastante para novas aprendizagens e para o intercâmbio de ideias entre os alunos e professores envolvidos.

Estes alunos terão oportunidade de apresentar um poster científico, com base nos conhecimentos adquiridos, perante os elementos das outras escolas participantes no 3º Encontro Nacional do Projecto Radiação Ambiente, na Escola D. Manuel I que decorrerá no próximo sábado dia 8 de Maio em Beja e estarão presentes escolas de todo o país..

Os alunos que irão representar a escola no Encontro são a Ana Raquel, Beatriz Bento, Carlos Palos, Catarina Caetano, Cristina Torcato Pedro Mateus, Romina Delgado e Susana Vieira e serão acompanhados pelas Coordenadoras do Projecto, professoras Cristina Pinho e Laura Jardim

domingo, 2 de maio de 2010

Festival de Robótica - 2010 - 1º Prémio para a Ferreira

FESTIVAL NACIONAL DE ROBÓTICA – ROBÓTICA 2010

Tal como no ano anterior, na prova de Busca e Salvamento Júnior e no escalão dos 8-14 anos, a escola alcançou o 1º lugar.

A competição teve lugar no Exposalão na Batalha e foi organizada pelo Instituto Politécnico de Leiria.

A equipa, do Núcleo de Ciência e Tecnologia da escola, foi constituída pelos alunos Igor Santos (8ºB) e João Heitor (8ºE).

A prova de Busca e Salvamento Júnior (BSJ) consiste na utilização de robôs móveis para identificar vítimas com rapidez e precisão em cenários de catástrofe que são recriados artificialmente. Estes cenários vão aumentando em complexidade desde o seguimento de uma linha contínua numa superfície plana, passando por trajectórias com obstáculos, lombas, interrupções de linha e declives, até chegar a uma zona onde as vítimas são colocadas pelo robô.




O evento visa a troca de experiências entre as várias escolas concorrentes, a promoção junto dos alunos não universitários, da criatividade, do conhecimento e da pesquisa nas áreas da Electrónica e a divulgação da Ciência e Tecnologia junto do público em geral, através da competição de robôs.

A prova é organizada pela Escola Secundária de Tomaz Pelayo (Santo Tirso).


Provas:


Seguimento de Linha

Prova em que o robô segue uma linha branca, em forma de labirinto, num fundo preto, vencendo o que completar o circuito em menor tempo.As equipas da escola, escalão dos 8 aos 14 anos, constituída pelos alunos João Heitor do 8ºE e Igor Santos do 8ºB e escalão 15 aos 19 anos, constituída pelos alunos Cláudia Castelo e Rodrigo Reis do 12ºC4, alcançaram o 1º lugar.




Busca e Salvamento
Nesta prova os robôs têm de seguir uma linha preta em fundo branco, tendo no seu percurso de desviarem-se de obstáculos, subir rampas, ultrapassar interrupções da linha e identificar vítimas colocadas ao longo do percurso.Nesta prova a equipa da escola, constituída pelos alunos João Heitor do 8ºE e Igor Santos do 8ºB, alcançou o 4º lugar.
Parabéns pelo excelente desempenho a todos os alunos participantes e aos professores do Núcleo de Ciência e Tecnologia.

domingo, 25 de abril de 2010

Olimpíadas da Física - Escalão A e B - Fase Regional

As provas regionais decorreram ontem, 24 de Abril, no Instituto Superior Técnico do TAGUS PARK.

A equipa do Escalão A, constituída pelas alunas Joana Pinho, Jessica Jesus e Tong Yang do 9º ano turma C,foi acompanhada pelo professor Luís Conceição.

A avaliar pela foto a equipa está divertida.

Parabéns a todos os participantes.


O Escalão B (11º ano) também marcou presença. Neste escalão participaram os alunos Ana Farlens do 11º C3, Daniela Jeremias e Bruno Prazeres do 11º C2, acompanhados pela professora Manuela Azevedo. Na foto já só temos o Bruno acompanhado pela professora.




Parabéns a todos os participantes.

domingo, 18 de abril de 2010

Olimpíadas da Química Junior - Fase Regional


Decorreram ontem no Instituto Superior Técnico.

A equipa constituída por Joana Pinho, Jessica Jesus e Tong Yang do 9º C foi acompanhada pela professora Maria Ana Azinheira.

Parabéns às participantes.

Olimpíadas de Astronomia - Fase Regional


Decorreram no dia 14 de Abril na Faculdade de Ciências de Lisboa.
Os astrónomos da Ferreira Dias marcaram presença.
A equipa, constituída por Bruno Prazeres da turma C2 do 11º ano, Daniel Almeida, Joana Mendes, João Cunha e Rosana Silva do 11ºC3 foi acompanhada pela professora Guilhermina Bento.

Parabéns a todos os participantes.

sábado, 10 de abril de 2010

Medalha de Bronze para a FERREIRA DIAS - XXVIII Olimpíadas Portuguesas de Matemática – Final Nacional




Parabéns ao aluno Rodrigo Lopes do 9º C, pelo excelente desempenho na Final das XXVIII Olimpíadas Portuguesas de Matemática , ao ganhar a medalha de bronze da Categoria A.

O Rodrigo concorreu com mais 29 alunos de todo o país, tendo as provas decorrido entre 25 e 28 de Março na Escola EB 23 de Santa Clara - Évora.


Mais informações

segunda-feira, 5 de abril de 2010

O CERN na Ferreira Dias


Visitámos o CERN (e Genebra) com o 11º C3 e gostámos muito.
Aprendemos algumas coisas sobre o CERN e sobre o modo como a investigação é feita. Isto estaria ao nosso alcance sem ser necessário lá ir – um livro ou um documentário dar-nos-iam a mesma informação ou talvez até mais. Mas ter lá estado é outra coisa. Foi mais do que apenas ver e ouvir. Foi sentir e foi viver no CERN (ainda que só parte de um dia)! As experiências de almoçar num dos restaurantes entre um mar de gente de tantas nacionalidades; de percorrer alguns dos corredores cruzando-nos com pessoas sabe-se lá de onde; de caminhar pelas ruas com nomes de cientistas e cruzarmo-nos com uma desconhecida que nos saúda em português; de cruzar a fronteira com a França várias vezes no mesmo dia e a pé; de olhar em redor e ver uma paisagem rural com montes cobertos de neve ao fundo; foram pequenas experiências mas que muito contribuíram para a “imagem” que construímos do CERN.
Fica-nos também, claro, a enorme dimensão das coisas, de onde se destaca o LHC com 27 km de circunferência, 100 m sob o solo, comunicando aqui e acolá com edifícios à superfície onde se trabalha, por turnos, dia e noite!
Se o CERN fosse cá, com os 27 km de túnel construídos no concelho de Sintra e a Ferreira Dias uma das instalações de alojamento de experiências, como seria? A imagem, obtida do Google Earth, talvez nos ajude a ter uma ideia do LHC – com a Ferreira Dias e a vila de Sintra diametralmente opostas, passando a circunferência pela estação de comboios do Telhal e perto da Base Aérea de Sintra.

Professores Ana Almeida e Carlos Almeida

terça-feira, 30 de março de 2010

Maior acelerador de partículas começou a fazer física a sério - LHC regista as primeiras colisões a altas energias



À terceira tentativa feita esta manhã, Large Hadron Collider (LHC), o maior acelerador de partículas do mundo, em Genebra, registou as primeiras colisões de partículas a sete teraelectrões-volt. Os seus dois feixes de protões – cada um com 3,5 teraelectrões-volt , ou TeV – encontraram-se finalmente no acelerador de partículas, um túnel em forma de circunferência com 27 quilómetros, e fizeram as primeiras colisões por volta do meio-dia (hora de Lisboa) a altas energias.

“Agora estamos em colisão. Os detectores estão a recolher dados continuamente”, disse Steve Myers, director de aceleradores e tecnologia do Laboratório Europeu de Física de Partículas (CERN), em Genebra. “Estamos todos muito emocionados e felizes.”

Ler mais.

Colaboração portuguesa

A colaboração com o CERN, do qual Portugal é dos países fundadores, permitiu já a formação avançada de engenheiros portugueses - cerca de 140 em dois anos, de outros cientistas, tendo a própria construção da máquina contado com a participação de várias empresas nacionais.

O investimento directo no LHC foi de quatro mil milhões de euros, divididos pelos 20 países fundadores, entre os quais Portugal, tendo o custo dos quatro detectores sido de metade do da máquina e distribuído por mais países.

Gaspar Barreira, presidente do Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas (LIP), resume: "É muito dinheiro, mas é o equivalente ao custo de um submarino nuclear, e há centenas, é o equivalente a dez 'Destroyers' da marinha portuguesa, e penso que é um objecto mais útil do que aquilo que acabei de citar".

Ciência Hoje

Experiência do CERN foi seguida em directo no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa

segunda-feira, 29 de março de 2010

"Fisica (quase) à velocidade da Luz": Primeiras colisões no LHC em directo no Pavilhão do Conhecimento


Amanhã, Terça-feira, dia 30 de Março, o CERN (Laboratório Europeu de Física de Partículas) vai testar em condições reais o maior acelerador de partículas do mundo: o LHC.

Os feixes irão circular em sentidos contrários, de forma a fazer colidir as partículas em locais específicos. Dessas colisões resultará a maior concentração de energia jamais alcançada pelo Homem.

O Pavilhão do Conhecimento-Ciência Viva estará em ligação permanente com o Centro de Controlo do CERN para transmissão em directo dos testes do LHC.

No auditório, presencialmente, físicos portugueses de altas energias irão comentar a transmissão ao longo do dia. Gaspar Barreira (LIP), Jorge Romão e Gustavo Castelo Branco (Centro de Física Teórica de Partículas, IST), Augusto Barroso (Centro de Física Teórica e Computacional, UL) e Jorge Dias de Deus (CENTRA, IST) são alguns dos físicos que responderam ao desafio de nos ajudar a compreender a importância destes testes e das experiências previstas no LHC para o nosso conhecimento da Física e do Universo.

Os investigadores Ana Henriques (CERN) e André David (LIP) participam por videoconferência a partir do CERN.

O LHC é constituído por um anel de 27 quilómetros de circunferência na fronteira franco-suíça, a 100 m de profundidade, refrigerado à temperatura de -271,4 ºC, muito próximo do zero absoluto. Em laboratórios subterrâneos ao longo deste anel estão instalados quatro grandes conjuntos de detectores (ALICE, ATLAS, CMS e LHCb), onde vão ocorrer colisões entre protões deslocando-se a uma velocidade muito próxima da velocidade da luz no vácuo, cerca de 300.000 quilómetros por segundo.

Em todo o mundo os físicos aguardam com expectativa os resultados dos testes para poderem dar início às suas experiências. O caso não é para menos, pois espera-se com o LHC tentar recriar as condições de temperatura e densidade de energia existentes no início do Universo, há cerca de 13,7 mil milhões de anos.

Para além do conhecimento, que poderemos alcançar com estas experiências? Os físicos respondem.

Participe na sessão no auditório do Pavilhão do Conhecimento ou assista à transmissão em directo através da Ciência Viva TV (http://www.cvtv.pt) a partir das 07h30m da manhã.

Programa completo na página web da Ciência Viva.